Investir em Bolsa de Valores dinamiza a economia

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

O Brasil está caminhando para se tornar uma economia madura. A taxa de juro básica da economia, a Selic está caindo e essa diminuição se reflete em várias modalidades de aplicações financeiras como a caderneta de poupança e aplicações em renda fixa. Como essa tendência é irreversível, a Bolsa de Valores será uma das únicas alternativas para obter mais rentabilidade com os investimentos.

Ações são os principais ativos comercializados em uma Bolsa de Valores. As ações são uma pequena parte do capital de uma empresa e quem possui ações é considerado investidor ou sócio daquela empresa. Antes de lançar ações no mercado, as empresas precisam “abrir o capital”, um modo de captar recursos financeiros para investir em crescimento e expansão essas companhias com ações negociadas nas Bolsas são chamadas s “listadas”. As Bolsas de Valores são administradoras desses mercados e é a instituição que possibilita o ambiente, a transparência e a confiança para que o processo de compra e venda de ações – e de muitos outros tipos de ativos – aconteça.

Os mercados de capitais e o ambiente de negócios são mais eficientes em países onde existem Bolsas de Valores bem estruturadas, transparentes e líquidas. Para que elas desempenhem suas funções, a economia do país tem que ser aberta e as regras bem claras. As Bolsas beneficiam as empresas que desejam levantar capital para expansão de suas atividades através da venda de ações, e outros valores mobiliários, e as pessoas que investem suas poupanças em ações de companhias abertas alocando recursos para promover atividades que geram novos negócios, beneficiando vários setores da economia, tais como, agricultura, comércio e indústria, resultando num crescimento econômico mais forte e no aumento do nível de produtividade.

Para investir na Bolsa de Valores o investidor deve contratar uma corretora membro do sistema e autorizada pela insituição. Somente através das corretoras, os investidores têm acesso aos sistemas de negociação para efetuarem suas transações de compra e venda. É a corretora que vai cuidar do seu dinheiro e orientar os investimentos definindo qual seu perfil de investidor, se mais arrojado ou alguém que busca mais segurança e lucros certos ainda que menores. Vai ajudar a definir quanto investir e quais ações comprar. O investidor escolhe uma corretora membro, deposita o valor a ser investido em uma conta de custódia, responsável pela compensação e liquidação de operações realizadas no mercado a partir de das ordens dadas pelo investidor à corretora. Nas Bolsas de Valores, os preços das ações oscilam dependendo das forças do mercado e tendem a acompanhar o ritmo da economia, refletindo momentos de retração, estabilidade ou crescimento. O movimento dos preços das ações, das companhias e, de forma ampla, os índices de ações são um bom indicador das tendências da economia.

Existem diversas bolsas de valores mundo afora. Nos Estados Unidos há quatro, três em Nova York e uma em Chicago. Há Bolsas de Valores importantes na Europa como a London Stock Exchange no Reino Unido, a Borsa Italiana em Milão (Itália), a Bolsa de Frankfurt (Alemanha) e outras, em países como Irlanda, Grécia, França, Espanha. Na Ásia (a Bolsa de Tóquio é uma das mais importantes) e nas Américas. No Brasil, a BM&FBOVESPA é a única bolsa de valores, mercadorias e futuros em operação e é a maior bolsa da América Latina, a segunda das Américas e a terceira maior do mundo. Nela são negociados títulos e valores mobiliários, tais como: ações de companhias abertas, títulos privados de renda fixa, derivativos agropecuários (commodities), derivativos financeiros, entre outros valores mobiliários.

Sobre o autor: Regina Di Ciommo

Mestrado e Doutorado em Sociologia pela UNESP – Universidade Estadual Paulista, pós-doutorado em Recursos Naturais com especialização em Ecologia Humana. Pesquisadora da Universidade Estadual da Bahia, em Ilhéus, é professora de cursos de pós-graduação. Autora e coordenadora de projetos de desenvolvimento local e sustentabilidade, nos estados de São Paulo e Bahia.

Discussão

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário